QUEM SOMOS
Monitoramento
A maioria das atividades e operações da Sincol é monitorada e controlada, visando não só registrar as atividades desenvolvidas, como também detectar deficiências e aspectos a serem melhorados.

Este monitoramento objetiva controlar o desempenho ambiental, florestal e social da empresa, principalmente quanto a manutenção dos compromissos relacionados ao FSC®.

O resultado do monitoramento deve ser sempre analisado, utilizado em prol da melhoria contínua da empresa e incorporado à Revisão Anual do Plano de Manejo.

A tabela a seguir resume o sistema de monitoramento de atividades da empresa.

Quanto ao monitoramento social, este é feito através do Departamento de Recursos Humanos e Setor de Segurança do Trabalho. Mais especificamente, o Programa de Desenvolvimento Social elaborado por este departamento, além de criar um canal de diálogo formal, visa monitorar a questão social das vilas florestais da empresa e das comunidades do entorno para implementação contínua de melhorias, de acordo com os resultados deste programa.

Como fruto da política conservacionista da empresa e dos compromissos com o FSC®, a Sincol requereu de especialistas a avaliação da situação ambiental dos fragmentos nativos das fazendas. Os resultados da avaliação da fauna e flora nativas das fazendas florestais estão descritos no Programa de Gestão Ambiental Subprograma de Conservação de Ecossistemas.

Os mapas demonstram visualmente o nível de sucessão secundária de cada fragmento nativo e a conectividade entre eles. A empresa deverá avaliar novamente a situação de suas áreas nativas no futuro, para poder monitorar comparativamente as melhorias ambientais decorrentes das práticas adotadas para recuperação e preservação de ecossistemas.

A Tabela 2 apresenta alguns dos resultados médios de monitoramento obtidos pela Sincol ao longo do tempo.
Tabela 1. Sistema de Monitoramento
Indicadores Responsáveis pelo
monitoramento
Registro de
informações
Inventário
Florestal
Contínuo
diâmetro,
altura,
sortimento,
volume,
perdas.
Gerência Florestal
Equipe de inventário
SilvisysFSC_SIF_01
Monitoramento
de Pragas
locais,
armadilhas,
árvores inoculadas,
de árvores infectadas,
nível de infestação
Gerência Florestal FSC_MPD_01
Produção Florestal volume de toras,
peso da cargas, (entrada do pátio da fábrica),
fluxo de matéria-prima,
entradas e saídas.
Encarregados,
Supervisores.
FSC_PCA_01...,
planilhas,
relatórios anuais.
Atividades
Alternativas
produção de:
erva-mate, gado e mel.
Encarregados,
Supervisores.
FSC_MAA_01
Atividades Ilegais casos de caça,
pesca ilegal,
extração ilegal.
Encarregados,
Supervisores.
FSC_RO_01
Qualidade da Água
Consumida nas
Vilas Florestais
índice de potabilidade
(coliformes fecais,
coliformes totais,
outros)
Setor de Segurança. FSC_MQA_01
Arquivos do Setor de
Segurança
Treinamentos necessidade de treinamento,
locais,
temas,
participantes.
Setor de Segurança,
RH
Arquivos do Setor de
Segurança
Atividades de
Terceiros
controle de contratos,
uso de EPI,
registros em carteira de trabalho,
formação de CIPATR
Setor de Segurança,
RH,
Gerência Florestal
Arquivos do
Departamento de
Recursos Humanos:
FSC_NRT_01
Operações florestais rendimentos,
falhas e perdas.
Supervisores Arquivos do
Departamento Florestal
Tabela 2. Resultados do monitoramento
Indicadores Resultados
Perdas da exploração O percentual médio de perda no processo de exploração, observado em campo é de aproximadamente 4%. (provocada por: quebras na derrubada, pragas florestais, outros).
Taxa de crescimento
(Incremento Médio
Anual IMA)
Menor índice
F. Jangada II Projeto
III ano 1989/90
(plantio com sementes APS)
IMA = 25,8 m3/ha/ano
Maior índice
F. Chapada Projeto
1993/94
(plantio com sementes PSC)
IMA = 39,5m3/ha/ano
Índice Médio
F. Esmeralda
(plantio com sementes APS)
IMA = 33,0m3/ha/ano
Mudanças
observadas em
espécies indicadoras
da fauna e flora
Análise preliminar da fauna e flora descrita no Sub-programa de Conservação de Ecossistemas. A avaliação de mudanças só poderá ser feita com um novo trabalho futuro, onde serão comparadas as observações atuais com as alterações do meio.
Impactos
ambientais da
colheita,
agrotóxicos e
outras operações
No Plano de Manejo (segundo os P&C do FSC), elaborado pela Sincol, está descrita uma tabela comparativa de graus de impactação por atividade florestal. Para cada possível impacto, a empresa desenvolve medidas preventivas ou mitigadoras.Uma re-avaliação dos graus de impactação deverá ser feita anualmente.
Frequência de
Incêndios Florestais
A última ocorrência de incêndio florestal foi na Fazenda Chapada em 1994.
A área atingida foi de 10 hectares. O fogo foi superficial (devido à prática da poda de galhos) não causando consequências graves. As árvores inseridas nesta área rebrotaram. Depois deste incidente, não houveram mais casos de incêndios.
NOVIDADES E INFORMAÇÕES
Fique por dentro de todas as nossas
novidades
ACESSO RESTRITO
Acesse com seu login e senha
CONTATO
Matriz
Rua Alemanha, 197
89.503-346 | Caçador - SC
Fone: (49) 3561-5000 | Fax: (49) 3561-5001
sincol@sincol.com.br AVALIAÇÃO DO FORNECEDOR AVALIAÇÃO DE TERCEIRO ACOMP. DE HOMOLOGADOS
© Copyright 2018 Sincol.